Bialski em Foco



Daniel Bialski Comenta: Empresário apontado como operador nas propinas de Belo Monte negocia delação


Reprodução: https://goo.gl/r85W1K

O empresário Rodrigo Brito, filho de Fernando Brito, dono da AP Energy Engenharia e Montagem, negocia um acordo de colaboração com investigadores da Operação Lava Jato, após ter sido apontado como um dos operadores de propinas ao senador e ex-ministro Edson Lobão (PMDB-MA).

Rodrigo foi apontado pelo ex-gerente de Relações Institucionais da Camargo Corrêa, Gustavo da Costa Marques, que também colabora com a Lava Jato.

Segundo as investigações, a AP Energy foi usada pela Camargo Corrêa como intermediadora de pagamentos de pelo menos R$ 2mi ao senador Edson Lobão.

E como revelado por Marques, ele afirma ter omitido informações em dois depoimentos para seguir uma “versão estabelecida” pela empreiteira.

Consultado, Daniel Bialski, advogado de Rodrigo Brito, informou não poder comentar o caso, pois o mesmo é sigiloso. Já a defesa de Lobão nega irregularidades.

 

Fonte: UOL

Reproduções: Blog do Ronaldo Braga

Itatiaia

Jornal Terceira Via

Última Hora Notícias

EM

Correio Braziliense

Hoje em Dia

Diário do Sudeste

ISTOÉ

Folha da Região

Folha Vitória

Diário do Grande ABC

DCI

BOL

Portal Alô

Diário da Região

Jornal do Oeste

Guarulhos Web

Diário de Notícias

Conexão Penedo

JC Online

Diário de Pernambuco

Primeira Edição

Daniel Leon Bialski

Daniel Leon Bialski, Mestre em Processo Penal pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008). Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992). Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e da Comunidade de Juristas de Língua Portuguesa (CJLP). Foi Vice-Presidente da Comissão de Prerrogativas da Seccional Paulista da OAB entre os anos 2008/2009.

Ingressou na banca fundada por seu pai e mentor, o saudoso Dr. Helio Bialski, ainda no ano de 1988, então denominada “Helio Bialski – Advogados Associados”, onde estagiou. Ao graduar-se em 1992, passou a figurar como Sócio do escritório, o qual passou a denominar-se “BIALSKI ADVOGADOS ASSOCIADOS“. Atua nas diversas áreas do Direito Penal, possuindo destacada atuação perante os Tribunais do país. Outrossim, milita na esfera do Direito Administrativo Sancionador, notadamente processos administrativos disciplinares nos órgãos censores de classe (em especial na Corregedoria da Polícia Civil).

Atualmente, Daniel Leon Bialski é Presidente da Sinagoga Beth-el em São Paulo; atua como Secretário-Geral do Clube A Hebraica de São Paulo; atua como tesoureiro da Sinagoga Beith Chabad Central; é Diretor do Museu Judaico de São Paulo; é membro do Conselho de Ética e Conselheiro do Sport Club Corinthians Paulista.

PUBLICAÇÕES:

– BIALSKI, Daniel Leon. In Extradição e Prisão Preventiva; 2008; Dissertação (mestrado em Direito Processual Penal) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Orientador: Marco Antonio Marques da Silva.

– BIALSKI, Daniel Leon. A dignidade da pessoa humana como forma de garantia à liberdade na extradição. In Tratado Luso-Brasileiro da Dignidade Humana. SILVA, Marco Antonio Marques da (Org.). 1ª edição. São Paulo: Quartier Latin, 2008.

– BIALSKI, Daniel Leon. Da nova interpretação do artigo 567 do Código de Processo Penal Brasileiro após a Constituição Federal de 1988. In Processo Penal e Garantias Constitucionais. SILVA, Marco Antonio Marques da (Org.). 1ª edição. São Paulo: Quartier Latin, 2008.